Tecnologias que estão revolucionando a Construção Civil

O setor da construção civil está passando por uma transformação sem precedentes. A utilização de novas tecnologias está permitindo uma inovação e evolução significativa na área que promete mudar para sempre a forma tradicional que a indústria tem se desenvolvido.

Não somente reduzindo os custos e tempos de entrega, mas também gerando construções sustentáveis ​​e eficientes, além de garantir uma maior produtividade e segurança.

Inovação na construção: tecnologias que mudam os modelos da indústria

Ao longo do tempo, a indústria da construção foi enriquecida por novas tecnologias. Nesse artigo, vamos destacar as mais recentes que estão transformando o setor em todo o Brasil.

Impressão 3D

A impressão 3D na construção refere-se ao uso de tecnologia 3D utilizando metal em pó ou materiais plásticos na fabricação de edifícios ou objetos utilizados nas obras. As impressoras 3D funcionam sobrepondo camada sobre camada da matéria prima seguindo um modelo digital pré-estabelecido.

Os benefícios desta inovação são múltiplos. Destaca-se, principalmente, uma construção mais rápida, sendo possível erguer a estrutura de uma casa de cerca de 50 metros quadrados em apenas um dia. Além disso, garante o alcance de uma maior precisão e complexidade nos projetos, melhor integração de funções e uma redução substancial nos resíduos produzidos.

Drones

Os drones existem há muito tempo e estão revolucionando a indústria da construção.

Especialmente em obras de grande porte, permitem obter imagens reais de forma rápida para ter informações do dia a dia sobre o estado de andamento do empreendimento, podendo monitorar e realizar com eficácia todos os controles e inspeções necessárias das diferentes etapas da obra.

Plataformas BIM

Building Information Modeling (BIM) é uma plataforma de trabalho colaborativo, na qual podem participar arquitetos, engenheiros e demais colaboradores da obra. Destina-se à criação e gestão de projetos na área da construção civil passando pela construção, manutenção e até a demolição dos edifícios. Seu principal objetivo é centralizar todas as informações referentes aos projetos em um modelo de informação digital.

Este modelo representa uma evolução sem precedentes nos sistemas tradicionais de projeto. Isso porque incorpora informações geométricas, de tempo, custos, ambientais e de manutenção. A sua utilização vai além do desenho, abrangendo também as fases de execução do projeto e estendendo-se por todo o ciclo de vida das construções. Desta forma, permite a gestão de edifícios e reduz os custos operacionais.

Realidade aumentada

A realidade aumentada vem sendo introduzida há algum tempo em diferentes aspectos e áreas da vida social e produtiva da sociedade. No caso da construção civil, evoluiu drasticamente. Uma das razões para isso tem a ver com o fato de permitir que o engenheiro, o arquiteto, o cliente e os próprios trabalhadores vejam exatamente como uma obra ficará no mundo real e em escala adequada, inclusive interagindo com ela.

É uma tecnologia que oferece a oportunidade de conhecer e transitar pelo espaço, antes mesmo dele existir. Ajuda a ver detalhes da estrutura, calcular adequadamente os materiais, modificar detalhes e observar a eficiência do edifício.

IoT – Internet of Things (internet das coisas)

A Internet das Coisas também está transformando o setor da construção civil. Não muda apenas a forma como os edifícios são habitados, mas também como eles são construídos. A IoT altera substancialmente o ecossistema dos edifícios, desde o início do seu ciclo de vida de projeto.

De residências particulares a escritórios, passando por shopping centers, cada vez mais consumidores desejam estar em casas inteligentes, conceito intimamente relacionado à conectividade de dispositivos do dia a dia, como telefones celulares.

Dada a demanda por casas autônomas, essas funções já estão sendo aplicadas na construção, como termostatos que ligam ou desligam graças a sensores que determinam se há pessoas dentro de casa ou não, celulares que são usados para ligar eletrodomésticos, aumentar ou abaixar as persianas, iniciar os dispositivos elétricos em um determinado momento ou desconectá-los se houver sobrecarga na rede.

Big Data

O Big Data contribui para a indústria da construção por meio de análises preditivas que é um método de acompanhamento de um cenário específico em busca de previsão de possíveis tendências.

Seus dados ajudam os responsáveis da obra a tomar melhores decisões com antecedência. Auxilia no registo de grandes quantidades de dados, o que também favorece o conhecimento de padrões climáticos, da previsão do tempo antes de iniciar um novo projeto, dos locais que apresentam condições climáticas adversas, entre outras coisas.

Hoje, a análise preditiva é considerada uma das tecnologias mais promissoras para o setor.

Continue acompanhando o nosso blog para conferir mais conteúdos como esse! Para conhecer mais sobre os serviços da Go Time Lapse, clique aqui.

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no print
Compartilhar no email